O defesa português Ricardo Carvalho afirmou esta quinta-feira que tem «muito orgulho» em vestir a camisola da seleção portuguesa de futebol, que está a passar por uma situação «aborrecida» e lembrou que «toda a gente erra».

«Toda a gente erra, mas tenho muito orgulho em ser português e em vestir aquela camisola. Os meus filhos podiam ter nascido em Londres, mas fiz questão que fosse em Portugal. É uma situação aborrecida, mas amo Portugal», referiu Ricardo Carvalho.

Numa extensa entrevista à televisão oficial do Real Madrid, o internacional português abordou os vários momentos da carreira, o trabalho com o técnico José Mourinho e até as mais recente declarações de Cristiano Ronaldo, seu colega de equipa nos “merengues”.

«Ele sentia muitas dores e é óbvio que nestas situações é normal que se aborreça. Um grande jogador como ele tem de ser protegido. Ele é forte, mas há coisas que lhe fazem que podiam ser evitadas», defendeu o central luso, referindo às palavras de Ronaldo após o jogo frente ao Dinamo Zagreb, em que se queixou das arbitragens.

Sobre José Mourinho, Ricardo Carvalho considerou que o treinado português é «direto» e respeita sempre os jogadores.

«Diz as coisas que sente e consegue fazer passar a mensagem. E depois de dizer o que tem a dizer, o tema está encerrado. Nunca levamos a mal o que ele diz, porque ele respeita a nossa forma de pensar. É o melhor treinador que já tive», reforçou.

O central português contou ainda esteve perto de ingressar no Real Madrid após a conquista da Liga dos Campeões com o FC Porto, em 2004, mas que o clube português pediu muito dinheiro pela sua transferência.

«O FC Porto não me queria deixar sair. Pedia muito dinheiro por mim. O Real Madrid não quis pagar tanto e o Chelsea pagou. Eu queria vir para aqui, mas como não houve acordo, segui para Stamford Bridge», concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.