"Foi um dia, a nível de navegação, muito bom, estamos muito contentes com a nossa prestação e as nossas opções, a velocidade do barco, a sintonia, as opções táticas que estão a correr bastante bem. Obviamente, tivemos uma desclassificação por largada adiantada na segunda regata do dia, que não inviabiliza termos feito uma boa regata, passámos a linha de largada antes do tempo. Só soubemos no fim da regata, o que foi bastante desapontante, foi inesperado", referiu Jorge Lima, em declarações à agência Lusa.

Os velejadores portugueses Jorge Lima e José Costa caíram um lugar, para o 10.º, após seis regatas, assegurando que já assimilaram este erro.

"Já deixámos para trás, sabemos o que temos a corrigir e vamos evitar ao máximo qualquer problema deste género se repita. Concentrados em ir regata a regata, que é o que nos importa neste momento", frisou.

A dupla portuguesa foi sétima na primeira regata do dia e desclassificada na segunda, somando 39 pontos, a três dos brasileiros Marco Grael e Gabriel Borges, nonos colocados e que hoje venceram a segunda regata, e a seis dos australianos Will Phillips e Sam Phillips, que desceram do terceiro para o oitavo lugar.

"Estamos contentes, porque estamos a concretizar todo o trabalho e planeamento que fizemos. É o resultado do que foi treinado, trabalhado, nos últimos tempos. Obviamente, estamos muito contentes por concretizar, mas este não é o momento para euforias, mas sim para manter ou aumentar a confiança e continuar a acreditar que um bom resultado é possível. Estamos dentro dos nossos objetivos e vamos continuar a trabalhar, agora na nossa metade do campeonato", sublinhou o velejador, que, juntamente com José Costa, foi 16.º no Rio2016, depois do 11.º lugar na estreia, em Pequim2008, com Francisco Andrade.

A competição prossegue na sexta-feira, com mais três das 12 regatas, em Kamakura, a partir das 12:05 locais (04:05 em Lisboa), quando os portugueses vão perseguir uma vaga na luta pelas medalhas.

"Temos como objetivo principal os 10 primeiros, participando na ‘medal race’. Sabemos que temos capacidade de fazer melhor do que isso, não assumimos mais do que isso a não ser que vamos dar tudo até ao último segundo", rematou.

A competição é liderada pelos britânicos Dylan Fletcher e Stuart Bithell, com os mesmos 18 pontos dos espanhóis Diego Botin le Chever e Iago López Marra.

Os dinamarqueses Jonas Warrer e Jakob Jensen, vencedores da primeira regata do dia, subiram ao terceiro lugar, com 20.

Todas as notícias e reportagens sobre Tóquio 2020 acompanhadas ao minuto pelo SAPO Desporto

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.