O piloto espanhol Fernando Alonso e a Renault conseguiram convencer a FIA e terão a oportunidade de realizar um teste com o monolugar atual da marca francesa, posteriormente à realização do Grande Prémio de Abu Dhabi.

O pedido tinha sido solicitado pela Renault e por outras equipas, com o voto contra da McLaren e Haas, em ensaios pensados para os competidores mais jovens, para que tivessem mais contacto com os bólides da Fórmula 1. Alonso tem preparado o regresso ao rodar num veículo de 2018. Só em Barcelona pôde testar o veículo deste ano, aproveitando um dia que estava destinado para a publicidade.

Os testes que vão agora decorrer em Adu Dhabi só podem ser efetuados por pilotos sem contrato atual com nenhuma das equipas: Alonso poderá participar, mas há mais pilotos que estão na calha, como são os casos de Robert Kubica e Sebastian Buemi, entre outros

A McLaren e a Racing Point vão falhar esses testes, com a Haas a optar por alinhar com só um carro. A Ferrari também era uma das equipas que se opunha aos testes, mas agora está a pensar em convocar Carlos Sainz que vai se vai transferir para a marca do 'cavalinho rampante' em 2021.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.