Miguel Oliveira subiu, no último domingo, ao terceiro lugar no Grande Prémio do Japão de Moto2, após a desclassficação do vencedor Fabio Quartararo, o que permitiu a Francesco Bagnaia vencer a prova e aumentar a vantagem pontual para o português.

O piloto português está a 38 pontos de Bagnaia, mas não perdeu a motivação para a próxima corrida, em Phillip Island, na Austrália, onde já subiu ao pódio.

"No ano passado tivemos uma experiência muito positiva na Austrália, eu e o Brad [Binder] fomos ao pódio. Trata-se de um circuito muito especial, onde as sensações com a moto são mais importantes do que nunca e o vento pode ter uma grande influência. Estou muito motivado para o fim de semana", disse Miguel Oliveira, em declarações à assesoria de imprensa da KTM.

"Queremos dar tudo e vamos tentar tirar o máximo rendimento da moto, de maneira a podermos lutar pela vitória, bem como continuar a lutar pelo título mundial. Não vou desistir", acrescentou o português.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.