Jorge Jesus foi bastante crítico com a arbitragem e a perda de tempo após o empate a um golo entre o Al Hilal e o Navbahor Namangan, para a Champions Asiática:

"Não houve jogo, o que aconteceu foi que parámos a cada cinco minutos e em 35 anos de carreira nunca vi algo assim", começou por dizer em conferência de imprensa, mas foi ainda mais longe:

"Jogámos contra uma equipa que não quis jogar. Eles atuaram contra o futebol como um todo e o árbitro ajudou-os, não tomou qualquer decisão em relação ao que aconteceu. Enquanto espetador, eu vi o árbitro ao mesmo nível do que o nosso adversário", realçou ainda o técnico português a propósito da equipa do Uzbequistão.

Rúben Neves foi titular, tal como Neymar. As duas formações voltam agora a defrontar-se em novembro, ainda a contar para o grupo D da Liga dos Campeões Asiática.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.