Ao reconhecer o mau momento que vivem alguns setores dos desportos em Angola, o presidente do MPLA demonstra que está preocupado e urge a necessidade de se trabalhar para melhorar, afirmou esta quinta-feira o diretor administrativo do Clube Desportivo da Huíla, Ezequias Domingos.

Ao falar à Angop, a propósito do discurso de quarta-feira do Presidente do MPLA, na abertura do VII Congresso do seu partido, o dirigente desportivo afirmou ser uma atitude louvável e que demonstra preocupação com o estado atual do desporto angolano.

Ezequias Domingos considerou importante que se repense urgentemente esta posição, pois algumas modalidades, como o futebol, vão de mal para pior.

Para ele, é preciso que se aposte na formação e na construção de infra-estruturas que incentivem à prática. “Hoje já não se faz desporto nos bairros, porque alguns campos foram ocupados por construções”, disse.

O dirigente sublinhou que Luanda acolheu um fórum sobre o futebol, mas duvida que haja vontade de aplicação das conclusões e recomendações.

Domingos disse que os problemas estão identificados, designadamente infra-estruturas, formação e dinamismo por parte de alguns dirigentes que não têm sabido implementar as políticas tendentes ao desenvolvimento do desporto, em particular o futebol.

“É com esta preocupação do Presidente do MPLA e também da República de Angola, José Eduardo dos Santos, que os dirigentes desportivos devem refletir para o bem do nosso desporto, no sentido de se sair do marasmo em que se encontra”, realçou o diretor administrativo do Desportivo da Huíla.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.