"Não entrámos bem no jogo, mas há alguma justificação para isto. Quando os jogadores estão sobrecarregados não desenvolvem e isto aconteceu no princípio do jogo. O relvado, que está mal tratado, também dificulta a equipa tecnicamente mais evoluída. Estivemos a perder e demos a volta ao resultado", disse Jorge Jesus no flash-interview da RTP após a partida da Figueira da Foz.

O técnico sublinhou que os seus jogadores nunca se deixaram abater, mesmo quando se viram em desvantagem. "A equipa esteve sempre tranquila, nunca perdeu a identidade e tivemos a sorte de termos lançado o Weldon, porque foi ele que ajudou a equipa a recuperar do 2-0. Ganhámos, fizemos quatro golos e podíamos ter feito mais alguns, pois tivemos muitas oportunidades", vincou.

A três dias do desafio decisivo da Liga Europa com o Liverpool, Jorge Jesus confessou algum receio pelo desgaste dos seus atletas. "Senti alguma fadiga muscular nos jogadores e isto preocupa-me. Hoje é segunda-feira e iremos jogar na quinta-feira contra uma equipa [o Liverpool] que vai ter uma intensidade muito forte no jogo ofensivo. Mas nunca colocamos em causa a nossa prioridade [campeonato]. Preferimos ter um dia a mais de descanso para o jogo com a Naval do que para o jogo com o Liverpool e em boa hora o fizemos. Se não o tivéssemos feito, a equipa não teria dado a resposta que deu hoje aqui".

O treinador encarnado quis destacar ainda o facto da luta pelo título continuar em aberto, não poupando mais uma vez elogios a Weldon, que raramente tem sido opção no Benfica. "Deixámos os nossos dois concorrentes na mesma pontuação que estava antes desta jornada. Continuamos com seis pontos de avanço. Tudo continua em aberto, temos muito para sofrer, como aconteceu hoje aqui. Mas a nossa qualidade e a inspiração do Weldon mudou isto."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.