Questionado sobre o porquê de, ao contrário do que aconteceu no passado, a presença de público nos estádios e no Grande Prémio de Portugal de MotoGP e de Fórmula 1 não ser autorizada pelo Governo, António Costa afirmou que se tratam de um risco, daí a proibição.

"Não há eventos com público, porque os eventos com público são um risco acrescido de juntar pessoas e juntando pessoas há o risco de transmissão da doença. Isso tem de ser evitado e vamos continuar a evitar", afirmou.

Com as declarações de António Costa, parece certa a ausência de público nos Grandes Prémios de Portugal de MotoGP e Fórmula 1 e dos estádios da Primeira Liga até ao final do atual plano de desconfinamento, como tinha sido avançado pelo jornal Expresso a 19 de março.

De recordar que o Grande Prémio de Portugal de MotoGP está marcado para entre 16 e 18 de abril, enquanto o GP de Fórmula 1 está marcado para os dias 30 de abril, 1 e 2 de maio. Já a Primeira Liga tem a última jornada agendada para o fim de semana de 19 de maio.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.