A Associação Nacional de Treinadores de Futebol (ANTF) inaugurou a sua nova sede, em Rio Tinto, Gondomar, numa antiga escola do Ensino Básico desativada há três anos, espaço que vai usufruir gratuitamente nos próximos 25 anos.

Durante seis décadas Escola do Ensino Básico e desativada há três anos, aquele equipamento mantém a sua versão de formação e passa a albergar a sede da ANTF, dispondo de espaço para a formação de treinadores, como salientou o presidente José Pereira.

"Trata-se de uma oportunidade que conseguimos em conjunto com a Câmara de Gondomar e com a Federação Portuguesa de Futebol, que nos auxiliou na concretização deste objetivo", salientou o dirigente associativo.

Do Porto para Gondomar, a ANTF saiu de uma sala na zona da Ribeira para uma escola, que, devido às obras entretanto feitas, passa a fornecer as "condições indispensáveis para desenvolver a atividade" da associação, agora "de acordo com o que são as capacidades e competências [dos treinadores portugueses] que são dos mais considerados por esse mundo fora", acrescentou José Pereira.

"O que muda com estas instalações é a capacidade de receber os clubes, os nossos sócios, as associações, além de passarmos a ter uma sala disponível para fazer formação contínua", elogiou o antigo treinador.

O presidente da FPF, Fernando Gomes, salientou a precariedade da antiga sede por comparação com o "espaço digno" onde agora fica sediada a ANTF, "com condições muito próprias para o desenvolvimento da sua atividade", sublinhando também a "sala de formação".

"A qualidade da formação dos treinadores portugueses está bem visível em função daquilo que é a sua afirmação por esse mundo fora", enfatizou o dirigente federativo, dando conta dos "mais de 200 que levam aos quatro cantos do mundo a qualidade do treinador português, conquistando títulos e treinando seleções nacionais".

O presidente da Câmara de Gondomar, Marco Martins, informou que a Escola da Ponte foi "uma escola primária que durante seis décadas formou crianças" e que a "partir de hoje passa a formar os futuros treinadores de futebol", numa conjugação do "desporto com a educação, dando mais-valia e, acima de tudo, rentabilizando um equipamento que se encontrava obsoleto".

"Este é um edifício estatal e foi feito um comodato válido por 25 anos, gratuito, com a associação", acrescentou o autarca.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.