A Associação Europeia de Clubes (ECA) vai apreciar a possibilidade de inclusão de clube femininos como seus membros, na sua Assembleia-Geral (AG), em Budapeste, decidiu hoje a direção do organismo.

Na reunião do conselho de administração da ECA, em Doha,"a direção analisou a proposta de introduzir os clubes femininos nos membros da ECA, que constará da ordem do dia da AG de março".

O líder da ECA e presidente do Paris Saint-Germain, Nasser Al-Khelaifi, salientou que todos os participantes e envolvidos “estão muito orgulhosos de que a ECA esteja a trabalhar em conjunto com a FIFA e com as confederações para que haja um futebol mais inclusivo, emocionante e inspirador.”

Os membros da ECA "atualizaram" o parecer não vinculativo do advogado-geral do Tribunal de Justiça da União Europeia sobre o "Processo Superliga" e manifestaram a sua disponibilidade para se comprometerem com a próxima direção da Juventus.

A reunião da direção da ECA contou com a presença dos presidentes das confederações africana (CAF), sul-americana (CONMEBOL) e da América Central do Norte e do Caribe (CONCACAF), assim como com representantes de FIFA e UEFA.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.