A Associação Regional de Futebol de Santiago Sul em Cabo Verde mostrou-se “indignada com a situação por que passa o futebol cabo-verdiano em todos os níveis, sobretudo “na trapalhada” à volta do campeonato nacional e pede a demissão da direção da Federação.

Em nota de imprensa divulgada pelo presidente da Associação Regional de Futebol de Santiago Sul (ARFSS), Mário “Donnay” Avelino manifesta “total solidariedade às três equipas ainda em prova no campeonato nacional e, em particular a sua filiada, o Sporting Clube da Praia”.

O líder da ARFSS “condena veemente a forma “pouco profissional e transparente” como a direção da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) está dirigindo este processo, “com prejuízo exclusivo para os clubes”.

Condena, por outro lado, a “tentativa da FCF em se desculpabilizar duma situação por ela criada, por incompetência, prepotência e desrespeito pela lei e pelos regulamentos em vigor”.

A direção da ARFSS considera que a época já vai longa, pelo que insta a FCF a por fim a temporada 2016/17, razão pela qual entende que deve a direção federativa “pôr o cargo à disposição a bem do futebol cabo-verdiano”.

Sabe-se, entretanto, que algumas associações regionais já estão a movimentar-se no sentido de convocar uma assembleia-geral extraordinária, à luz dos estatutos, para provocar a queda da Federação.

O campeonato nacional de futebol 2016/17 encontra-se envolto em polémica que mantém incógnita o término da prova, não obstante a prorrogação da época, com o Sporting da Praia, única finalista conhecida, à espera da resolução do impasse das meias-finais entre a Ultramarina de São Nicolau, e o Mindelense, de São Vicente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.