O Conselho Federal da Suíça decidiu hoje conceder uma ajuda de 350 milhões de francos suíços (332 milhões de euros) para clubes profissionais de futebol e de hóquei no gelo, os dois desportos mais populares do país.

Este auxílio será distribuído sob a forma de empréstimos reembolsáveis, cabendo uma primeira parcela de 100 milhões de francos suíços para clubes de futebol, atualmente privados de receitas devido à pandemia do coronavírus, que estará disponível a partir de 01 de junho, e outra para os clubes de hóquei no gelo de 75 milhões de francos suíços.

Uma segunda parcela de 175 milhões de francos suíços estará disponível em 2021, se os clubes ainda dela precisarem.

A Confederação também apoiará o desporto amador com 50 milhões de francos suíços este ano e 100 milhões em 2021, medidas que carecem, ainda, de aprovação no parlamento suíço.

Num comunicado à imprensa, a Liga Suíça de Futebol (SFL) fez saber que acolheu "com agrado a ajuda financeira do Estado", a qual permitirá "proteger os clubes ameaçados de insolvência".

A Suíça autorizou o regresso das equipas das I e II ligas aos treinos desde segunda-feira, mas muito poucas o fizeram.

O Conselho Federal, que admitiu como possível o regresso dos jogos em 08 de junho, deve tomar uma decisão final em 27 de maio, cabendo aos clubes, dois dias depois, decidir, em Assembleia-Geral da SFL, o reinício do campeonato, que está agendado para os dias 20 e 21 de junho.

No entanto, vários clubes, entre eles o FC Sion, opõem-se a esse regresso, por entenderem que a obrigação de jogar à porta fechada e o fim das medidas de apoio ao desemprego acentuariam as suas dificuldades financeiras.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.