Cerca de 70 funcionários da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) integraram esta semana as equipas de rastreio e inquérito para o combate à pandemia provocada pelo novo coronavírus, anunciou hoje o organismo.

A direção da FPF lançou o desafio aos seus colaboradores e perto de 70 ofereceram-se para esta ação de combate à pandemia, realizando inquéritos sob a responsabilidade do gabinete regional de intervenção para a supressão da COVID-19.

Para isso, os colaboradores da FPF tiveram formação e já integraram as equipas que fazem os inquéritos, dedicando entre duas a três horas de trabalho diário a esta colaboração.

A FPF promete continuar a colaborar em todas as iniciativas que tenham como missão o combate à COVID-19, depois de já ter disponibilizado a Casa dos Atletas, na Cidade do Futebol, em Oeiras, para receber um hospital de campanha.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.