A oitava edição do torneio internacional de futebol jovem Marítimo Centenário, inicialmente marcado para abril, foi adiado para junho, entre os dias 18 e 24, devido à propagação do Covid-19, anunciou hoje o clube madeirense.

=68.ARAqPtGiqFVqX1mMUih4PJe7lDrT05axD9Mg5dmocNMgXZ4GC18SymL-fKUZ37xytPTxyc-xNs7zP-zsDK6tqw32d0T6dwGiENJ_Jg22Gs85FBGVyTR1aHI_ogfJ8D8KR5SkAE_30cioK_2Q9fobAmrZ2EH899sbMMblvTvfpypyYSXbL6dpJbzOw9NfY6oc2_cnC_xoIvfSl6EcL_CQtkUrIcAf3wJZ5hnPAtaQ7q8dYiFEcXDRa9vDxKZQEP5Pb0q2Xipo2pvmROi-HF5lLhhNFUH5OYoJuhC1NylZ4ItIghzDZPCnYotl_qH0czDGwS0nfauoqM-6Ox3gNRxdTnyb&__tn__=-R"/]

“O Torneio Internacional Marítimo Centenário é já uma marca registada do calendário do futebol jovem em Portugal, como demonstram as constantes participações de emblemas consagrados do futebol europeu, mas, apesar dos constrangimentos inerentes a uma mudança tão perto do ‘timing’, acreditamos que a segurança de todos os envolvidos é fundamental para o sucesso do evento”, salientou o clube.

O comunicado informa ainda que os membros da organização do evento estão “disponíveis” para esclarecer os clubes participantes e “prestar apoio logístico” para assegurar que tudo corra de “forma favorável para todos”.

As sete edições anteriores fazem com que a organização “encare o desafio com otimismo” para que o torneio de 2020 seja um “sucesso” e continue a receber um ‘feedback’ positivo.

Em Portugal, a Direção Geral da Saúde (DGS) atualizou hoje o número de infetados, que registou o maior aumento num dia (18), ao passar de 41 para 59.

A região Norte continua a registar o maior número de casos confirmados (36), seguida da Grande Lisboa (17) e das regiões Centro e do Algarve (três cada).

O boletim divulgado hoje assinala também que há 83 casos a aguardar resultado laboratorial e 3.066 contactos em vigilância, um aumento face aos 667 divulgados na terça-feira.

No total, desde o início da epidemia, a DGS registou 471 casos suspeitos.

O Conselho Nacional de Saúde Pública (CNSP) reúne-se hoje para discutir medidas de contenção do surto de Covid-19, incluindo a possibilidade de antecipação das férias escolares da Páscoa.

As medidas já adotadas em Portugal para conter a epidemia incluem, entre outras, a suspensão das ligações aéreas com a Itália, a suspensão ou condicionamento de visitas a hospitais, lares e prisões, e a realização de jogos de futebol sem público.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.