Só em 2019, Cristiano Ronaldo ganhou 94,5 milhões de euros - antes de reter impostos e taxas - superando assim o seu eterno rival Lionel Messi a nível financeiro. O capitão da seleção portuguesa integra a lista da revista Forbes como o primeiro futebolista a ganhar mil milhões de dólares, transformando-se num 'Billion-Dollar Man'.

CR7 ocupa assim o quarto lugar no grupo das 100 Celebridades mais ricas da Forbes 2020, uma posição acima do seu rival Lionel Messi.

Ronaldo torna-se o primeiro futebolista da história a ter auferido mil milhões de dólares (cerca de 900 milhões de euros). Antes dele, apenas dois desportistas alcançaram essa marca quando ainda estavam no ativo: Tiger Woods, em 2009, e Floyd Mayweather, em 2017.

Cristiano é ainda o primeiro a alcançar esta meta como jogador integrante de um desporto coletivo, tendo faturado 650 milhões de dólares (572 milhões de euros) em salários durante os 17 anos de carreira.

A Forbes estima ainda que o avançado da Juventus deverá atingir os 765 milhões de dólares (665 milhões de euros) de salário assim que terminar o seu contrato atual com o emblema italiano, em junho de 2022. A Nike paga-lhe mais de 18 milhões de euros ao ano, refere a Forbes.

Cristiano Ronaldo é 'apenas' batido pela empresária e socialite Kylie Jenner (520 milhões de euros), pelo músico Kanye West (150 milhões de euros), e pelo tenista Roger Federer (96 milhões de euros),.

 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.