O FC Porto está à frente do Benfica entre os clubes com maior poderio económico no mundo, de acordo com a edição de 2020 da 'SoccerEx Football Finance'. Os 'dragões ocupam o 61.º lugar na lista, cinco lugares à frente do Benfica que é 66.º, entre 100 clubes de futebol.

Para obter estes dados, a Soccerex baseou-se nos relatórios anuais dos clubes, assim como dados da UEFA, Financial Times, Bloomberg, Yahoo Finance, Forbes, Transfermarkt e Hoovers. Para esta edição de 2020, a empresa de estudos de futebol teve como base os dados de 2017/2018.

De acordo com a empresa de estudos de futebol, FC Porto tem o plantel avaliado em 250,7 milhões de euros e uma dívida líquida de 21,2 milhões de euros. Já o plantel do Benfica vale 310,7 milhões de euros mas a dívida líquida do clube da Luz é de 298,7 milhões de euros (estes dados dizem respeito aos Relatórios e Contas de 2017/2018).

Na edição de 2019, o Benfica estava à frente do FC Porto, na 66.ª posição, com um plantel avaliado nos 243 milhões de euros e uma dívida líquida de 346 milhões. Os azuis-e-brancos eram os 70.º colocados, com os jogadores avaliados nos 239 milhões e uma dívida líquida de 320 milhões.

SoccerEx Football Finance 2020
SoccerEx Football Finance 2020

O Sporting não aparece nos 100 clubes com maior poderio financeiro. Os 'leões' ocupavam 98.ª posição desta lista em 2019, com um plantel estimado nos 157 milhões de euros e uma dívida líquida nos 316 milhões de euros.

A liderança é do PSG, que destronou o Manchester City entre os clubes com maior poderio financeiro do mundo. Estes dados atestam o crescimento do clube da capital francesa. Há pouco tempo tornou-se no 5.º clube com mais receitas no mundo do futebol (635.9 milhões de euros), de acordo com dados da consultora Deloitte e agora, é o clube mais robusto do mundo a nível financeiro. Esta é a primeira vez que os emblemas ingleses não dominam esta lista, desde que ela começou a ser feita, há quatro anos.

De acordo com a empresa de estudos de futebol e de análise financeira, o PSG encabeça a lista dos 100 clubes mais co maior poderio financeiro do mundo. Nos parâmetros para a elaboração desta lista, a 'SoccerEx Football Finance' analisou os valores dos jogadores de vários plantéis, os ativos tangíveis (infra-estruturas), dinheiro no banco, potencial de investimento do dono (caso tenha) e a dívida líquida.

O emblema de Paris obteve 5318 pontos no Índice de Finanças de Futebol (FFI), superando o Manchester City, que caiu graças ao agravamento da dívida em 90 milhões de euros.

O Bayern Munique aparece no terceiro lugar, com 3888 pontos, num top-ten dominado por emblemas da Premier League. O Tottenham de José Mourinho é 4.º, o Arsenal aparece no sexto posto, à frente do Chelsea, (7.º) e Liverpool, que é Apenas oitavo colocado. A Juventus de Cristiano Ronaldo é 9.º e o Borussia Dortmund é 10.º.

O relatório explica que o PSG diminuiu a sua dívida em 70 milhões de euros, graças a transação de jogadores e o aumento do capital social para 316 milhões de euros porparte do fundo Qatar Investment. Apesar de ter estado sob escrutínio da UEFA no que ao fair-play financeiro diz respeito, o PSG cresceu muito graças a expansão da sua marca comercial e dos novos patrocinadores.

A 'SoccerEx Football Finance' analisou 15 ligas para chegar a estes 100 clubes mais robustos do mundo: 80 por cento das equipas analisadas são europeias, 23 equipas são de Inglaterra.

Um dos destaques vai para o Barcelona que deixou de estar no top-ten e caiu para o 12.º posto. A Liga Espanhola tem 11 clubes nesta lista, com o Real Madrid à frente, no 5.º posto, com 3336 pontos.

SoccerEx Football Finance 2020
SoccerEx Football Finance 2020

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.