O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) falou hoje num ano “extremamente difícil” e enalteceu a ajuda importante que a Cidade do Futebol proporcionou na luta contra a pandemia de covid-19.

Numa altura em que se assinala o 107.º aniversário do organismo e o quinto da Cidade do Futebol, Fernando Gomes “agradece vivamente todo o apoio recebido ao longo deste último ano”, essencial para atingir as metas delineadas.

“Foi um ano extremamente difícil. Sem a ajuda de todos os envolvidos – sócios, treinadores, jogadores, árbitros, clubes, colaboradores da FPF, - não teria sido possível atingirmos as metas a que nos propusemos. Metas extremamente difíceis que conseguimos suplantar com a tenacidade que nos caracteriza para atingir, minimamente, os níveis que tínhamos vindo a produzir ao longo destes últimos anos”, disse o presidente da FPF, numa mensagem publicada no site oficial do organismo na Internet.

Também hoje faz cinco anos que a Cidade do Futebol foi construída, em Oeiras, Lisboa, uma obra que foi ao encontro de um “velho objetivo”, de acordo com Fernando Gomes, e que, nos últimos meses, ficou à disposição do Serviço Nacional de Saúde para ajudar no combate à pandemia.

“O concretizar de um velho objetivo de ter instalações próprias e dessa forma podermos desenvolver toda a atividade das nossas seleções. Neste espaço magnífico que nós temos vindo a utilizar, queria realçar, neste último ano, a sua utilização e a sua disponibilidade para acorrer às necessidades do Serviço Nacional de Saúde, relativamente a uma ajuda que foi extremamente importante nesta luta contra a pandemia”, observou.

Por fim, apela a “uma forma conjugada e coletiva”, para prosseguir com o desenvolvimento de toda atividade para que o futebol português singra como tem evoluído nos últimos anos”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.