Na pior assistência da época em Alvalade (15.081 espectadores), os leões deram um pontapé nos maus resultados e venceram de forma categórica o Levski de Sofia por 5-0.

Se na primeira parte, o Levski ainda deu um ar da sua graça, na segunda metade do encontro os leões cilindraram o líder do campeonato búlgaro dando maior expressão ao resultado.

Na primeira parte, os leões entraram algo nervosos, perante um relvado em mau estado e um estádio algo despido de espectadores. A primeira oportunidade do jogo até pertenceu ao Levski de Sofia por intermédio do seu avançado. Anderson Polga cometeu um erro junto à sua área e Dembélé aproveitou para pôr à prova Rui Patrício.

Mas após este lance, que prometia um Levski algo afoito, os búlgaros foram desaparecendo na partida e o Sporting foi crescendo e tomando conta do encontro.

Matías Fernández dava dinâmica ao ataque leonino e Hélder Postiga era uma seta apontada à baliza de Petkov. O avançado teve uma mão cheia de remates no primeiro tempo, mas não conseguia consumar com sucesso as oportunidades de que dispunha.

O Sporting ganhava confiança, dominava e foi com naturalidade que chegou ao golo. Aos 29 minutos, Matías Fernández cobrou um canto e, ao primeiro poste, Daniel Carriço cabeceou fazendo o primeiro golo do jogo.

O Levski foi assim obrigado a subir um pouco mais no terreno, o que acabou por levar a que houvesse mais espaço para que o Sporting explanasse o seu ataque na outra metade do terreno. Ao fechar da primeira parte, Vukcevic cruzou na direita e Maniche surgiu no coração da área, dando o melhor seguimento ao lance com um bom cabeceamento. A vantagem de 2-0 ajustava-se tendo em conta o que estavam a produzir as duas equipas.

Esta diferença levou a que a equipa de Paulo Sérgio entrasse ainda com maior serenidade na segunda metade da partida e isso resultou em mais golos.

Diogo Salomão, uma aposta do técnico leonino para este encontro, estreou-se a marcar pela equipa do Sporting aos 7 minutos da segunda parte. Cruzamento do lado direito, a bola foi amortecida por Hélder Postiga e Diogo Salomão rematou de pronto para uma boa defesa de Petkov. A bola ficou a saltitar sobre a linha de golo e o jovem jogador, mais lesto que os seus adversários, encostou para o terceiro tento da partida.

Sete minutos depois aconteceu o melhor momento da noite. Hélder Postiga estava a fazer uma boa exibição e coroou-a com um grande golo. O avançado surgiu fora da grande área, sem qualquer adversário a importuná-lo, e decidiu-se pelo remate. Em boa hora o fez porque a bola saiu a uma velocidade estonteante e só parou mesmo no fundo das redes de Petkov. Estava feito o 4-0.

O Levski de Sofia só queria que o jogo terminasse depressa e os leões só queriam marcar mais golos. Acabou por prevalecer a vontade dos jogadores do Sporting que ainda tiveram tempo para fazer o quinto golo da noite.

Abel, recém-entrado no jogo, roubou uma bola no lado direito, caminhou pela área a dentro e cruzou de forma perigosa, Matías Fernández aproveitou a confusão para fazer o quinto para os leões.

O Sporting venceu por 5-0 e soma seis pontos, liderando desta forma o grupo C da Liga Europa.

Lembrar que Liedson assistiu do banco de suplentes a esta goleada construída pelos seus companheiros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.