O antigo avançado argentino Claudio Caniggia, que jogou com Diego Maradona nos Mundiais de 1990 e 1994, disse estar “devastado” com a notícia da morte de ‘El Pibe’, o ex-futebolista que considerava o seu “irmão da alma”.

“Estou devastado com a notícia, era o meu irmão da alma. Espero que consigam entender, não tenho palavras neste momento”, escreveu o antigo jogador do Benfica na sua conta na rede social Twitter.

Maradona e Caniggia formaram a emblemática dupla avançada da seleção argentina, que foi vice-campeã do Mundo em Itália, em 1990, e também jogaram juntos no Boca Juniors durante três épocas, entre 1995/96 e 1997/98), após a passagem do segundo pelos ‘encarnados’

“Quero apenas dizer à sua família que os acompanho nesta dor”, concluiu.

Maradona, considerado um dos melhores futebolistas da história, morreu hoje na sua residência, na Argentina, aos 60 anos, anunciou o seu agente e amigo Matías Morla.

Segundo a imprensa argentina, Maradona, que treinava os argentinos do Gimnasia y Esgrima, sofreu uma paragem cardíaca na sua vivenda na província de Buenos Aires.

A sua carreira de futebolista, de 1976 a 2001, ficou marcada pela conquista, pela Argentina, do Mundial de 1986, no México, e os dois títulos italianos e a Taça UEFA ganhos ao serviço dos italianos do Nápoles.

O Presidente da Argentina, Alberto Fernández, decretou três dias de luto nacional pela morte de Maradona.

Acompanhe o Especial do Adeus a Maradona no SAPO Desporto

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.