Menos de dois meses depois de ter chegado à China, o técnico português Nelo Vingada mostra-se confiante que o seu novo clube, o Dalian Shide, conseguirá manter-se na Super-liga e evitar uma despromoção especialmente penosa.

«Estamos a melhorar: conseguimos oito pontos em seis jogos», disse à Agência Lusa Nelo Vingada.

Dalian, situada na costa norte chinesa, é considerada «a capital do futebol» na China e o clube local foi o que conquistou mais títulos desde que a modalidade se tornou profissional, há duas décadas.

Este ano, após 23 jornadas, o Dalian Shide encontra-se no 12.º lugar da Super-liga chinesa, com o mesmo número de pontos do 13.º e apenas mais três em relação ao antepenúltimo classificado.

Nelo Vingada assumiu o comando do Dalian Shide em julho, herdando uma equipa que não formou e cujos jogadores «estavam intranquilos».

«O objetivo é manter a equipa na Super-liga. Matematicamente, ainda podemos ser despromovidos, mas estou otimista», afirmou o treinador luso, que na última época se sagrou campeão da Coreia do Sul, uma das maiores potências futebolísticas da Ásia.

Alem de Nelo Vingada, cujo contrato com o Dalian Shide se prolonga até 2012, um outro técnico português, Jaime Pacheco, disputa a competição.

Jaime Pacheco dirige o Beijing GuoAn, que ocupa o segundo lugar da classificação e é também uma das mais prestigiadas equipas da China.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.