Nuno Espírito Santo, treinador do FC Porto, projetou esta terça-feira o duelo com a Juventus, marcado para quarta-feira no Estádio do Dragão, e teceu grandes elogios ao adversário, garantindo porém que os 'dragões' estão preparados para o desafio.

"Vamos ter um grande jogo, entre duas das 16 melhores equipas da Europa. É a Liga dos Campeões, um grande adversário. O FC Porto estará preparado para competir, queremos continuar a melhorar. Cada jogo é um desafio para nós. Vamos ter um Dragão cheio, entusiasmado, queremos captar essa energia e transformá-la em rendimento no campo", começou por dizer o técnico em conferência de imprensa.

Os 'dragões' nunca venceram a Juventus, mas para Nuno a sua equipa não deverá ser menosprezada pela equipa italiana. "Nós sabemos que tanto na vida como no futebol não devemos menosprezar ninguém. A história está ai, amanhã temos um novo desafio. Respeitamos muito o adversário, é uma grande equipa, mas estamos preparados para competir no máximo das nossas forças", garantiu.

Ambas as equipas chegam a este encontro motivadas pelos bons resultados a nível interno.

"O momento é explicado pelos resultados, que acompanham o trabalho, torna tudo muito mais fácil na preparação da equipa, as ideias são mais facilmente assimiladas. O momento é analisado assim, mas não fica por aí, queremos continuar a crescer e melhorar. O FC Porto está preparado, consciente de que tem pela frente um grandíssimo adversário, mas também extremamente motivado, sabendo que no Dragão os resultados têm sido positivos para nós. Esperamos um estádio cheio, os jogadores a trabalharem no máximo das forças. Estamos extremamente preparados para o jogo de amanhã. As reais possibilidades de passarmos a eliminatória só determinaremos no final do jogo, mas estamos preparados para competir 180 minutos".

Questionado sobre a eficácia da linha defensiva portista, e sobre a hipótese de o FC Porto ser uma equipa "mais italiana" do que a própria Juventus, o técnico realçou que o processo defensivo não se limita ao setor mais recuado.

"Quando falamos no conceito de equipa, tudo tem uma base. A nossa base não assenta única e exclusivamente nos defesas e no guarda-redes. Quando falamos em conceito defensivo, este começa nos jogadores da frente, no trabalho que fazem. Tudo isso é fundamental. Comparar a qualquer equipa nao é razoável nem está dentro do que quero. Queremos traçar o próximo passo, que é ter uma equipa capaz de defrontar qualquer adversário. Não há comparações. Somos uma equipa jovem, dedicada, que trabalha, que está muito unida nos seus objetivos e no seu dia a dia".

O FC Porto recebe a Juventus na quarta-feira a partir das 19h45, em partida da primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.