O ex-futebolista, Pelé apresentou hoje uma “melhoria progressiva” do seu estado de saúde, após a infeção pulmonar que o mantém internado desde o dia 29 novembro no hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Segundo o mais recente boletim clínico, divulgado hoje, Pelé, de 82 anos, “apresenta uma evolução progressiva no seu estado de saúde, em especial na infeção respiratória” e “continua com sinais vitais estáveis, consciente e sem grandes alterações”.

“Edson Arantes do Nascimento foi internado no Hospital Israelita Albert Einstein no dia 29 para uma reavaliação da quimioterapia do tumor de colón, identificado em setembro de 2021”, escreveu em nota o hospital.

O antigo internacional brasileiro deixou na quarta-feira uma mensagem de apoio à seleção brasileira, que defrontou a Coreia do Sul (4-1), no Mundial2022, na qual mostra uma imagem ilustrada com uma fotografia sua, acompanhado pelo pai, por ocasião do Mundial de 1958, o primeiro conquistado pelo Brasil, de um total de cinco, três dos quais do antigo jogador, também campeão em 1962 e 1970.

"Em 1958, eu caminhava pelas ruas pensando em cumprir a promessa que fiz ao meu pai. Sei que hoje muitos fizeram promessas parecidas e também vão em busca da sua primeira Copa do Mundo", descreveu o jogador, na fotografia de 1958, já na Suécia.

A saúde de Pelé tem vindo a piorar nos últimos anos também por outras causas, como problemas na coluna, na anca e nos joelhos, que reduziram a sua mobilidade e o obrigaram a ser operado, além de ter sofrido uma crise renal, o que reduziu drasticamente as suas aparições públicas, embora se mantenha ativo nas redes sociais.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.