A Juventus, crónica campeã italiana de futebol nos últimos anos, sofreu hoje um rude golpe no campeonato, ao perder no seu próprio estádio por 3-0 com a Fiorentina.

A equipa na qual brilha o português Cristiano Ronaldo ainda não tinha perdido para o campeonato, em 13 jogos, mas acabou por receber em vésperas de natal uma prenda 'amarga' da formação 'viola', a deixar os homens de Turim já a sete pontos do líder AC Milan.

A defesa do título começa a complicar-se, tanto mais que o segundo do campeonato, o Inter, fica a seis pontos.

Começou muito mal a 'Juve', logo a perder aos três minutos, com o golo do sérvio Dusan Vlahovic, a passe do francês Franck Ribery. Pior ficou aos 18, ao passar a jogar com 10, por expulsão do colombiano Juan Cuadrado, que teve entrada desnecessária e violenta sobre Gaetano Castrovilli.

A Fiorentina, de Cesare Prandelli, vinha de oito jogos sem ganhar e precisava de pontos para fugir aos últimos lugares. Assumiu sem hesitar a oportunidade criada para pontuar e defendeu bem a vantagem.

O 'golpe final' no destino do jogo foi o autogolo do brasileiro Alex Sandro, a um quarto de hora do fim, mas ainda havia tempo para o uruguaio Martín Cáceres fixar um totalmente inesperado 3-0.

Também hoje, o Crotone, com Pedro Pereira no onze, deixou a lanterna-vermelha da Série A, ao vencer o Parma, equipa de Bruno Alves, por 2-1.

A 14.ª jornada termina com o AC Milan, com 31 pontos, e o Inter, com 30, com o grupo dos perseguidores Nápoles, Juventus e Roma nos 24 pontos ainda. O Nápoles tem dois jogos em atraso e as outras equipas de topo um jogo por acertar.

Na base da tabela, o Crotone sobe a antepenútimo, com nove pontos, mais dois do que Génova e Torino e a dois de Spezia e Fiorentina.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.