O fisco espanhol continua a investigar o alegado caso de evasão de milhões de euros em impostos através de uma sociedade off-shores nas Ilhas Virgens por parte de Cristiano Ronaldo, que dizem respeito a direito de imagem.

Caso se venha a confirmar esta fuga de impostos, o capitão da seleção nacional arrisca-se a uma pena de prisão de seis anos.

“Estaríamos perante um delito fiscal agravado, o que supõe uma pena de prisão mínima de dois anos por cada ano de incumprimento. Se a investigação abrange três anos, o mínimo são seis anos de prisão”, disse José María Mollinedo, responsável dos técnicos do fisco espanhol, ouvido pela rádio catalã RAC 1 e citado pelo Expresso.

Contudo, Mollinedo recordou que a pena pode ser reduzida caso “reconheçam judicialmente os acontecimentos e paguem o valor da fraude nos dois meses seguintes ao início do processo”.

De acordo com os documentos, cedidos aos citados OCS pela plataforma digital ‘Football Leaks’, são muitas a estrelas do futebol internacional que se esforçam por ocultar os seus rendimentos ao fisco.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.