Os Dragões têm mais títulos conquistados do que todas as outras equipas que venceram a prova. A equipa da cidade do Porto já levou 18 troféus para casa, o Sporting é a segunda com mais títulos (7), segue-se o Benfica com 4, Boavista com 3 e em último a equipa que saiu derrotada esta noite em Aveiro , o Vitória de Guimarães com uma Supertaça, curiosamente conquistada ao FC Porto, nas Antas, em 1988.

O FC Porto marcou cedo, logo aos 4 minutos, com um bela jogada entre Moutinho e Hulk, com o médio a passar de calcanhar para Hulk e o avançado brasileiro a enviar “de letra” para a área do Vitória, onde apareceu Rolando a cabecear para a baliza de Nilson.

Depois do golo, a formação orientada por Vítor Pereira, que fazia o seu primeiro jogo oficial como novo treinador do FC Porto, adormeceu um pouco e a equipa minhota aproveitou para se destacar durante o sono do Dragão.

O Vitória de Guimarães mostrou graves problemas em “largar” o seu futebol e foi só de bola parada que conseguiu marcar. Num pontapé de canto, o reforço Barrientos converteu e Toscano marcou de cabeça.

Com tantos falhanços por parte dos vimaranenses, o sector defensivo foi o que mais se destacou, pela negativa, com Santana e N’Diaye a mostrarem que não estavam à altura do desafio, e daí os portistas terem feito o segundo golo, antes do apito para o intervalo. Rolando demonstrou que continua a ser um central (esta noite “convertido” em ponta-de-lança) fundamental na equipa portuense, não só pelos dois golos que marcou mas também pela segurança que ofereceu a defender.

A segunda parte no Municipal de Aveiro não ofereceu golos aos 18 mil adeptos nas bancadas – cerca de 3 mil de Guimarães e 15 mil apoiantes do FC Porto – mas Targino e Maicon foram os jogadores que estiveram mais próximo de fazer balançar as redes.

Vítor Pereira lançou Falcao no jogo, fazendo sair o extremo Varela, e os adeptos portistas saudaram com entusiasmo o regresso do colombiano aos relvados.

Ao minuto 77, Helton saiu mal da baliza e Maranhão conseguiu fazer um chapéu sobre o guardião portista. Teria sido o golo do empate se o central Maicon não tivesse enviado a bola para canto no momento certo.

O FC Porto conquista mais uma Supertaça, a 18.ª na história de clube e o confronto entre estas duas formações tem novo encontro marcado para daqui a uma semana, no Estádio D. Afonso Henriques, para disputar os primeiros três pontos da 1.ª jornada da I Liga 2011/2012.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.