Secretário de Estado garante que "um verdadeiro adepto do desporto não pode ser adepto da violência"

João Paulo Rebelo falou no encontro "Boas Práticas da Ética no Desporto".
Secretário de Estado garante que

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, esteve esta segunda-feira presente no encontro "Boas Práticas da Ética no Desporto", que decorreu no Museu Nacional do Desporto, em Lisboa, e falou sobre o tema principal do evento.

"Um dos maiores desafios do desporto é a defesa e o reafirmar dos seus valores. Não vale a pena esconder o sol com a peneira. Há algumas décadas entraram no desporto outros valores, infelizmente, que se sobrepõe aqueles verdadeiramente importantes", começou por dizer.

João Paulo Rebelo lembrou que "o desporto é hoje um dos fatores sociais mais relevantes do mundo, mas para sobreviver como esse título tem de se afirmar primeiro pelos valores supremos e que estão intrínsecos à prática desportiva."

"É muito importante fazermos estas sessões, mas é fundamental que não sejamos apenas e só proclamatórios. Temos de ter atitudes e ações concretas", salientou o secretário de Estado, acrescentando que "um verdadeiro adepto do desporto, não pode ser adepto da violência, porque as duas não podem coexistir."

Por fim, João Paulo Rebelo afirmou ainda que "se permitirmos que a batota aconteça, estamos efetivamente a deixar cair a comunidade do desporto e a deixar sair as pessoas que agora acreditam no desporto."

O encontro "Boas Práticas da Ética no Desporto" é uma iniciativa do IPDJ no âmbito do Plano Nacional de Ética no Desporto (PNED) e tem como objetivo "mostrar o que de melhor se faz em Portugal na ética desportiva."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Veja também

 
 

Comentários

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.