O contrato do selecionador de futebol dos Camarões, o belga Hugo Broos, que termina em fevereiro de 2018, não será renovado, anunciou hoje o comité de normalização da federação.

O comité de gestão da Fécafoot, em funções após a dissolução do executivo, explicou que a saída do técnico não é uma demissão e vai entrar em vigor “a partir do termo do prazo de pré-aviso contratual de 30 dias após a sua assinatura”.

“Não se trata de um despedimento. Hugo Bross permanecerá em funções até ao final do contrato, que expira em fevereiro de 2018”, adiantou uma fonte da Fécafoot à agência de notícias France-Presse.

O comité de normalização sublinha que "treinador não conseguiu alcançar certos objetivos contratuais", enfatizando, em particular, a ausência dos Camarões do Mundial2018, na Rússia.

No cargo desde fevereiro de 2016, od

, liderou em 2017 os ‘leões indomáveis’ ao título na Taça das Nações Africanas (CAN), no Gabão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.