O Sporting aproveitou hoje os erros do Belenenses SAD para somar um triunfo fácil (3-1), em jogo de preparação para a I Liga de futebol disputado no Estádio Algarve, que encerrou o estágio de uma semana dos ‘leões' na região.

Ao intervalo, aproveitando as desatenções defensivas dos ‘azuis', já o conjunto ‘verde e branco' vencia por 2-0, com tentos de Pedro Gonçalves (14 minutos) e Tiago Tomás (25), vantagem avolumada no segundo tempo por Sporar (73) antes de Gonçalo Agrelos assinar o ‘tento de honra' dos vencidos (85).

O treinador ‘leonino', Ruben Amorim, mudou todo o ‘onze' que tinha apresentado na sexta-feira no triunfo frente ao Portimonense (2-1), manteve o sistema tático habitual (3-4-3) e incluiu dois reforços nas escolhas iniciais: o guardião Antonio Adán e o médio-ofensivo Pedro Gonçalves, colocado à esquerda de um ataque muito móvel, com Tiago Tomás à direita e Jovane Cabral no meio.

Já no Belenenses SAD, a fazer o primeiro jogo aberto à comunicação social, Petit optou por colocar em campo três caras novas, os médios Afonso Taira e Bruno Ramires e o extremo Miguel Cardoso, numa equipa distribuída em 4-3-3.

As primeiras ocasiões de perigo, ainda com as duas equipas em fase de estudo, pertenceram aos ‘azuis', com um remate de Robinho ao poste esquerdo da baliza de Antonio Adán (cinco minutos) e um falhanço de Silvestre Varela, que acertou mal na bola em boa posição dentro da área (10).

O Sporting chegou à vantagem pouco depois, beneficiando de um dos vários erros acumulados pelo Belenenses SAD neste período, quer na fase de construção, quer na transição defensiva.

Aos 14 minutos, Jovane recuperou a bola e lançou Tiago Tomás, que rematou para defesa incompleta de André Moreira, recuperou o esférico e serviu Pedro Gonçalves para o 1-0.

O Belenenses esteve perto do empate - Antonio Adán defendeu o cabeceamento de Silvestre Varela (24) - e, na resposta (25), os ‘leões' chegaram ao segundo golo.

Nuno Mendes lançou na profundidade para Jovane, que correu até à grande área, fixou o guarda-redes adversário e serviu Tiago Tomás, que já tinha marcado em Portimão, para uma finalização fácil.

A segunda parte decorreu numa toada bastante morna e sem grandes ocasiões até à passagem dos 70 minutos, quando Rúben Amorim trocou 10 jogadores de campo, que vieram incutir outro ritmo ao jogo.

Pouco depois (73), Luís Maximiano ‘sacudiu' a pressão ‘azul' com um pontapé longo, o ponta-de-lança esloveno Sporar surgiu isolado e concluiu para o 3-0 sem dificuldades na ‘cara' do guardião André Moreira.

O Belenenses reduziu a desvantagem aos 85 minutos, com um golo de Gonçalo Agrelos após cruzamento de Miguel Cardoso, e Sporar ainda podia ter ‘bisado', mas rematou ao poste com a bola a ressaltar para as mãos do guardião ‘azul' (87).

*Artigo atualizado às 22h53 com mais informação

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.