O Flamengo, treinado pelo português Jorge Jesus, foi eliminado nos quartos de final da Copa do Brasil de futebol, ao perder frente ao Athletico Paranaense, por 3-1 nas grandes penalidades, depois do empate no tempo regulamentar, na quarta-feira.

No final do jogo, o treinador do Athletico Paranaense não poupou nas criticas a Jorge Jesus. Tiago Nunes deixou um recado ao treinador português, que tinha comentado o facto de o relvado do Paraná ser sintético.

"Temos um relvado sintético, é um facto. Mas não controlamos o que as pessoas dizem. E quando elas usam uma muleta para justificar o seu trabalho… Nós, no Athletico, não usamos nenhum tipo de muleta para justificar os nossos resultados. Não fazemos nada fora da lei, é tudo dentro das regras do jogo", atirou o treinador.

Tiago Nunes garantiu ainda que a sua equipa admite as falhas. "Quando não ganhamos fora assumimos a nossa responsabilidade. Mas temos uma situação que chama a atenção, uma particularidade que é o relvado sintético", acrescentou.

No entanto, o técnico admitiu que não foi fácil eliminar a equipa de Jorge Jesus no Maracanã. "O Jorge Jesus é um grande treinador, exigiu de nós um estudo mais aprimorado da equipa do Flamengo do que aquele que já temos. E isso faz com que todos nós tenhamos de crescer", explicou.

No fim, Tiago Nunes fez ainda um pequeno pedido a Jorge Jesus. "Ele é um visitante do nosso país, foi muito bem recebido por todos nós, e quem sabe se não pode ajudar-nos a sermos bem aceites no mercado europeu?", disse o técnico, abordando ainda a reserva da Europa com os treinadores brasileiros.

"Existe uma reserva no mercado da UEFA que não permite que as nossas licenças sejam aceites por lá. E as licenças deles são aceites aqui. Espero que Jorge Jesus auxilie os treinadores brasileiros, para que possamos ter trabalho fora. Nós estamos a receber tão bem os treinadores estrangeiros", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.