O tribunal de São Paulo considerou ilegítima a recusa do Santos em tornar públicos todos os documentos no que diz respeito à venda de Lucas Veríssimo ao Benfica, depois do clube não ter cumprido a primeira decisão judicial que determinava que teria que apresentar a documentação.

De acordo com o Portal UOL, o juiz Dario Gayoso afirmou que se os documentos não forem apresentados no prazo de cinco dias, será emitido um mandado de buscas na sede do clube. Após a decisão de que foi alvo, o emblema alvinegro apresentou apenas oito documentos exigidos pela NBK, empresa que abriu uma queixa contra o clube.

O 'UOL' recorda que a referida empresa alega que lhe teriam sido prometidos 60% do valor de uma futura venda do jogador em trocas de serviços de assessoria e intermediação do atleta em 2013.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.