A UEFA instaurou hoje um processo disciplinar ao Legia Varsóvia, pela exibição de uma tarja a homenagear os polacos mortos pelos nazis, durante o jogo com o Astana, de qualificação para a Liga dos Campeões de futebol.

De acordo com a UEFA, o Legia Varsóvia enfrenta um processo disciplinar por utilizar uma “tarja ilícita”, que assinalava a revolta de 1944, quando combatentes polacos recuperaram parte da capital, mas foram esmagados pelas forças alemãs.

A tarja apresentava uma foto de um soldado alemão com uma arma apontada à cabeça de uma criança e referia que 160 mil pessoas foram mortas durante a rebelião polaca e que “milhares dos mortos eram crianças”.

O Légia Varsóvia venceu nesse encontro, disputado quarta-feira, o Astana, por 1-0, mas foi afastado da Liga dos Campeões dado ter perdido no Cazaquistão, por 3-1, no encontro da primeira mão.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.