Michael, jogador de 20 anos, foi controlado positivamente no passado dia 6 de abril, após o encontro entre Resende e Fluminense, onde até marcou um golo.

O avançado acusou cocaína, substância que ele já confirmou ao clube ter realmente consumido dias antes do jogo. Nesta altura, Michael está suspenso preventivamente pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD).

Em conferência de imprensa, esta terça-feira, o diretor executivo do Fluminense, Rodrigo Caetano, confirmou a confissão do atleta.

«Conversámos com ele no momento que fomos notificados e ele admitiu. Estamos sofrendo com essa surpresa negativa e ele também. Mas o clube segue com as expectativas sobre ele e não vamos abrir mão de acompanhá-lo. Nossa ideia é que ele volte a jogar pelo Fluminense».

Devido à confissão, o clube nem chegou a pedir a contra-prova. O julgamento deverá ocorrer nas próximas semanas. O jogador poderá vir a receber uma punição de dois anos. Em 2013, Michael já fez sete jogos, tendo marcado quatro golos.

Este é o segundo caso de doping no Fluminense num curto espaço de tempo, depois de Deco ter acusado furosemida. O luso-brasileiro aguarda julgamento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.