O vice-presidente do Flamengo disse hoje que não foi surpreendido pela decisão de Jorge Jesus de voltar ao Benfica e que os cariocas não poderiam ter outra atitude face a um treinador com tanto sucesso no clube de futebol.

"Só hoje o Jorge Jesus me comunicou o desejo de encerrar o contrato, durante um almoço em que estivemos apenas nós dois, mas não sinto ter sido apanhado de surpresa. Estamos num ano diferente. Os torneios estão parados, e isso possibilitou ter uma complacência maior. Um técnico como ele, uma pessoa como ele, com os resultados dele, a postura do Flamengo não poderia ter sido diferente", afirmou Marcos Braz, quando questionado sobre a saída do técnico português, em declarações à imprensa brasileira após a oficialização da saída.

O dirigente do Flamengo confessou que a saída de Jorge Jesus deixou toda a gente triste no clube.

"Não era o que queríamos, tanto que renovámos o contrato. O presidente Landim, todos se esforçaram para que essa renovação acontecesse há um mês. Agora, o Jorge teve um outro entendimento. Sai daqui pela porta da frente, de uma maneira correta e muito humana. Ficamos felizes pelos serviços prestados. Encerramos hoje o capítulo Jorge Jesus como técnico do Flamengo. O que ele fez fica na história", realçou.

Questionado sobre se Jesus deu algum motivo para a rescisão do contrato, Marco Braz negou: "Não deu. O que conversei com ele durante duas horas vai ficar entre nós”.

“Não tentei demovê-lo da ideia por um simples facto. Passámos dois, três meses, a apresentar um projeto para finalizar a renovação do contrato, este foi assinado pelas duas partes e agora, por uma avaliação do Jorge, entendeu que devia seguir outro caminho", completou.

O Flamengo anunciou hoje a saída de Jorge Jesus, com o clube brasileiro de futebol a dizer “lamentar”, mas respeitar a decisão do treinador português de rescindir contrato.

Minutos depois, o Benfica oficializou a contratação do técnico em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

“A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD informa [...] que entrou em contacto com o CR Flamengo, dando conta da sua intenção de contratar o treinador Jorge Jesus, tendo encetado negociações para o efeito. Mais se informa que a Benfica SAD apresentou uma proposta de contrato de trabalho desportivo ao treinador Jorge Jesus, tendo a oferta sido aceite pelo mesmo”, diz o comunicado.

Jorge Jesus, que completa 66 anos dentro de uma semana, foi técnico principal do Benfica entre 2009/10 e 2014/15, período em que conquistou 10 títulos, nomeadamente três campeonatos, uma Taça de Portugal, uma Supertaça e cinco edições da Taça da Liga.

O técnico ingressa do Benfica depois de rescindir contrato com o Flamengo, clube brasileiro ao serviço do qual conquistou seis troféus em pouco mais de um ano, incluindo a Taça Libertadores e o campeonato brasileiro.

Jesus começou a carreira no Amora, em 1989/90, e, depois, passou por Felgueiras, União da Madeira, Estrela da Amadora, Vitória de Setúbal, Vitória de Guimarães, Moreirense, União de Leiria, Belenenses e Sporting de Braga, antes de chegar à Luz.

Depois de se tornar o mais titulado treinador dos ‘encarnados’, que também levou a duas finais da Liga Europa, perdidas para Chelsea (2012/13) e Sevilha (2013/14), rumou ao Sporting, tendo passado ainda pelo Al-Hilal antes de chegar ao Flamengo.

No comunicado enviado à CMVM, o Benfica não indica o tempo de duração do contrato ou os valores envolvidos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.