Romário voltou a ser igual a si próprio, numa conversa com o canal de Youtube 'Que Papinho, do influenciador digital Casimiro Miguel. Aos 56 anos, continua 'sem papas na língua' na hora de dizer o que pensa. E, desta vez, foi muito crítico para com Mário Zagalo, Vanderlei Luxemburgo e Luiz Felipe Scolari, três antigos selecionadores do Brasil.

"A minha vontade era de mandar todo mundo tomar no c... A minha relação com eles era tão má que o Zagallo não tinha como não me levar aos Jogos Olímpicos [de 1996] e não levou. O filho da p£t@ não me levou, fiquei furioso. Esse tirou-me umas Olimpíadas e um Mundial. O Vanderlei Luxemburgo tirou-me uns Jogos Olímpicos [2000] e o Scolari um Campeonato do Mundo [2002]. Não tenho mágoa com eles, quero que eles se f&d@m. Eu podia ter estado lá", disse o antigo craque brasileiro.

De recordar que após vencer o Mundial de 1994, Romário não foi convocado pelo Brasil para o torneio de futebol dos Jogos Olímpicos e Atlanta (1996, EUA), prova onde o Brasil fico com o bronze após golear Portugal por 5-0. Nos Jogos Olímpicos de 2000 em Sidney, o 'Baixinho' voltou a não ser convocado, tal como aconteceu nos Mundiais de 1998 e 2002 (Brasil campeão com Scolari na Coreia do Sul e Japão).

Na mesma conversa, o antigo avançado falou de Cristiano Ronaldo, jogador que poderá estar mais próximo de bater o recorde de 1.002 golos do 'Baixinho'.

"Não [sobre a possibilidade de algum jogador chegar à marca de mil golos], porque não tem jogador para o fazer. Se tivesse um Romário, Ronaldo [Fenómeno], poderia chegar [ao recorde]. Ele [Cristiano Ronaldo] deve ter quase 800 [golos]. Está com 37 anos, mas não vai conseguir chegar aos mil. Eu tentaria", contou Romário.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.