A renovação do contrato de Jorge Jesus está a fazer correr muita tinta no Brasil. Por terras de Vera Cruz já muito se fala do assunto, e enquanto as negociações prosseguem,  o contrato do técnico português já foi analisado a pente fino.

A 'ESPN Brasil' avança que o português recebe 1,5 milhões de euros limpos por época, acrescidos de 600 mil euros em prémios.

Mas há mais, Jesus arrecadou ainda 420 mil euros assim que assinou pelo 'rubro-negro' e mais 180 mil entre dezembro e janeiro, com os valores a serem pagos sempre euros.

Mas os prémios mais 'chorudos' do português chegaram depois da conquista dos títulos, com o timoneiro a encaixar 2.5 milhões de euros, depois das conquistas do Brasilerão (1,5 milhões de euros) e Taça Libertadores. Ficou a faltar o Mundial de Clubes (Seriam mais 1,5 milhões de euros em prémios). Em caso de vitória na Taça do Brasil, soma mais 800 mil euros.

Mas há mais, o técnico ainda tem um bónus de vitória, ganhando 700euros por cada triunfo no brasileirão, mas para receber esse prémio a equipa tem que estar colocada nas quatro primeiras posições da classificação.

Os adjuntos têm ao seu dispor verbas bem mais modestas, com Márcio Sampaio, Rodrigo Araújo e Gil Henriques, João de Deus, Tiago Oliveira e Mário Monteiro a dividirem um total de 1,2 milhões de euros. Os técnicos também têm direito a 5 por cento dos prémios do treinador.

Jesus tem ainda 8.700 euros por mês, concedidos pelo clube, para financiar a casa situada na 'cidade maravilhosa', um camarote para 12 pessoas no Maracanã e ingressos para todos os jogos, oficiais e não oficiais.

A isto junta-se um carro blindado com motorista, para se deslocar no Rio de Janeiro, e passagens aéreas, em classe executiva, para os filhos e a mulher o poderem visitar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.