Fred, avançado da seleção brasileira e do Fluminense, reagiu hoje com indignação às ameaças dos adeptos do seu clube de futebol.
Num texto publicado na sua página do Facebook, Fred explicou que no último sábado, ao sair do treino, deparou-se com "cerca de 20 delinquentes" que cercaram o seu carro.
"A minha única reação e única defesa foi acelerar o carro, mesmo correndo o risco de magoar quem estivesse à frente, tendo em conta que começaram a bater no vidro", escreveu na rede social.
O avançado acrescentou ainda que quase provocou um acidente: "Para completar, quase provoquei um acidente, pois vinha um camião e eu não o vi".
Estas não foram as únicas ameaças, uma vez que já na quinta-feira passada adeptos do Fluminense também apareceram no treino para intimidar os jogadores.
Fred mostrou-se "indignado" e "revoltado", levantando ainda duas questões: "quantos centros de estágios terão de ser invadidos? Mais quantos inocentes terão de ser espancados até à morte?".
O avançado garantiu que deixará de comemorar os seus golos com as claques organizadas e passarão a ser "exclusivamente" para os verdadeiros adeptos do Fluminense.
Fred acredita ainda que o futebol brasileiro poderá "viver mais uma tragédia", caso esta quinta-feira o Fluminense não elimine o Horizonte da Taça do Brasil.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.