No dia 10 de julho deste ano, após semanas de intensos trabalhos em virtude da pausa para a Copa América, realizada no Brasil, Jorge Jesus debutava como treinador do Flamengo frente ao Athletico Paranaense, pelos quartos de final da Copa do Brasil. Ao responder a pergunta de um repórter sobre qual era o sentimento naquele momento, uma tradicional bufada e algo do tipo, ‘’normal, já estive em grandes palcos ao longo da carreira’’. Inicialmente com muitas desconfianças por parte dos adeptos e da imprensa brasileira, Jesus, fiel ao seu estilo, não titubeou após a queda na Copa do Brasil e nos difíceis jogos da Taça Libertadores. Sempre a exigir o máximo de seus comandados e a não poupar quem quer que seja para jogos de todas as competições, de imediato o ‘mister’ conseguiu o respaldo dos jogadores, algo sempre complicado num balneário com grandes estrelas, e após vitórias contundentes no Brasileirão, Jorge Jesus hoje é unanimidade para os adeptos, talvez os mais exigentes do Brasil, por sempre estarem a comparar o Flamengo contemporâneo àquela máquina que fora a equipe de Zico nos anos 1980. Adeptos que de tão numerosos pelo Brasil, formariam uma nação de rubro-negros, daí autodenominarem-se como uma verdadeira nação.

Frente ao Cruzeiro, em Belo Horizonte, pela 20.ª jornada do Brasileirão’2019, o Flamengo teria pela frente uma desesperada equipa que luta para fugir dos últimos lugares. Mal o jogo havia começado e Gabriel quase marcou o primeiro para os rubro-negros, ao rematar ao lado da baliza de Fábio. No minuto seguinte, Gerson levantou a bola para a área, e Gabriel, na melhor fase de sua promissora carreira, cabeceou com perfeição, para marcar seu golo de número 17 no campeonato. A comemoração, que nos últimos jogos contou com um já famoso cartaz como os dizeres, ‘hoje tem gol do Gabigol’, foi trocada por libras, com os mesmos dizeres, para delírio de uma imensa massa de adeptos presente ao estádio Mineirão. O Cruzeiro tentava responder com remates de longa distância, sempre perigosos, mas sem exigir esforço do guarda-redes rubro-negro. Até que ao minuto 35’, o avançado Pedro Rocha enroscou-se com o central Rodrigo Caio, penálti com dúvidas, que o médio Thiago Neves converteu.

Na segunda parte, o Cruzeiro chegou a acertar o poste, num remate de Ezequiel desviado por Filipe Luís, mas o lance capital da partida aconteceu após o passe de Willian Arão, que contou com excelente simulação de Gabriel, para o remate colocado e fulminante do uruguaio Arrascaeta, que pela primeira vez jogava e marcava contra seu ex-clube. Foi a nova vitória do Flamengo em 11 jogos neste Brasileirão desde a chegada de Jesus, e liderança mais do que assegurada, agora com 45 pontos.

Quem segue logo atrás do líder, com três pontos a menos, é o Palmeiras, que viajou ao Nordeste e sem grandes dificuldades derrotou o Fortaleza, num jogo pobre de emoções e que certamente não deixará saudades para os adeptos alviverdes. O golo solitário do encontro saiu dos pés de William, no que foi a quarta vitória consecutiva do Palmeiras, e que reforça a equipa paulista como o principal oponente do Flamengo na corrida pelo título, pelo menos até aqui.

Já o Santos, que até poucas jornadas era o líder do Brasileirão, parece estar a perder o fôlego para a segunda volta do campeonato, e frente ao Grêmio, em casa, teve uma noite para esquecer. Isto porque os avançados da equipa gaúcha estavam inspirados, e aplicaram um pesada derrota por 0-3, com golos de Luan, Pepê e Everton ‘Cebolinha’, este, juntamente com Gabriel, do Flamengo, a brilhar intensamente neste Brasileirão. Com mais este revés, o Santos distanciou-se do topo, estando agora a oito pontos do Flamengo.

Há ainda 18 jornadas para o término de uma das mais disputadas ligas do planeta, mas poucos neste momento acreditam que o título fuja do Flamengo, de longe a equipa com o futebol mais vistoso do país, e com méritos para o trabalho de Jorge Jesus, que a cada jogo parece satisfazer os adeptos da imensa nação rubro-negra. O português tem a responsabilidade de ser o ‘presidente’ de uma ‘nação’ com mais de 30 milhões de fervorosos seguidores, e tem como missão fazê-los acreditar que o céu é o limite para este Flamengo de 2019.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.