O assassinato de Daniel Correa deixou o Brasil em choque depois das autoridades terem descoberto os contornos macabros em torno da morte do jogador do São Paulo.

O empresário Edson Brittes Jr foi detido pelas autoridades, assim como a sua filha de 18 anos, e em declarações à TV Bandeirantes, o principal suspeito do assassinato do futebolista do São Paulo fez novas revelações sobre os motivos que o levaram a cometer o crime.

"Quando abri a porta, ele estava em cima da minha mulher que pedia ajuda", começou por explicar o principal suspeito da autoria do homicídio para depois acrescentar: "Aquilo que eu fiz, qualquer homem faria. A mulher ali não era apenas a minha esposa, eram todas as mulheres do Brasil. Podia ser a sua irmã, mãe ou mulher".

Recorde-se que a polícia brasileira encontrou o corpo Daniel Correa com sinais de tortura. O jogador brasileiro foi encontrado degolado e sem os órgãos genitais.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.