A equipa do português Raphäel Guerreiro precisava de arrancar vitória diante do Schalke e, embora tivesse pela frente o último classificado, em perspetiva estava também o ‘revierderby’, entre os maiores rivais do Vale do Ruhr.

Em Gelsenkirchen, na Veltins Arena, o Borussia Dortmund esteve por duas vezes em vantagem, com golos de Schlotterbeck, aos 38 minutos, e Raphäel Guerreiro, aos 60, mas Bulter, aos 50, e Karaman, aos 79, resgataram sempre o empate.

Foi um resultado dececionante para o Dortmund, que termina a ronda com 50 pontos, a dois do Bayern Munique (52) – que venceu o Augsburgo por 5-3 -, permite a aproximação do Leipzig (45) e, no domingo, do Union Berlin (44).

Para a equipa é também o culminar de uma semana dura, depois da eliminação nos oitavos de final da ‘Champions’, com a derrota em casa do Chelsea (2-0) a superar a vitória em Dortmund (1-0) e a interromper uma série sempre a vencer no reatamento após o Mundial2022.

A equipa somou 10 vitórias consecutivas desde 22 de janeiro, oito das quais na Bundesliga.

Da parte do Schalke, o empate em casa serve mais a rivalidade que tem com o Dortmund do que propriamente o percurso da equipa na Liga alemã, na qual continua em zona de descida, agora em 17.º e penúltimo, com mais um ponto do que o Hoffenheim, que entra em campo no domingo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.