A federação alemã de futebol (DFB) revogou hoje a sua decisão de condenar o St. Pauli, da primeira divisão, a um jogo em casa à porta fechada, no seguimento da agressão de um árbitro assistente por um espectador.

Em alternativa, o clube de Hamburgo terá de jogar o primeiro desafio caseiro da próxima época a pelo menos 50 quilómetros do seu estádio habitual e com um limite de 12.500 espectadores.

O incidente ocorreu a 01 de Abril na recepção ao Schalke 04, na 28.ª jornada. O jogo foi interrompido aos 89 minutos, depois de um árbitro assistente ter sido atingido nas costas com um copo de plástico cheio de cerveja, atirado da bancada.

Na ocasião, o Schalke 04 ganhava por 2-0, resultado que já foi homologado pela DFB.

Numa primeira fase, a DFB decidira que o St. Pauli devia receber o Werder Bremen à porta fechada a 23 de Abril no seu estádio, no que seria o primeiro jogo sem espectadores de toda a história da "Bundesliga".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.