“O que ele quer não pode receber neste clube (…) Estamos a quilómetros desse patamar”, frisou o dirigente, em declarações ao jornal Kreiszeitung Syke, lamentando ainda que “o Hugo esteja há tanto tempo no Werder e ainda não se expresse em alemão”.

De acordo com Allofs, “ele não se identifica totalmente com o clube” e, quando questionado pela não aprendizagem da língua, a resposta foi: “Para quê aprender alemão? Eu quero sair”.

Na mesma publicação, Allofs confirma que o Werder Bremen foi contactado pelos turcos do Besiktas para negociar a transferência do avançado e manifesta a disponibilidade do emblema alemão negociar o jogador.

“O Besiktas está interessado”, frisou, enquanto aguarda a proposta turca: “Assim que tivermos os valores concretos, analisaremos a oferta, mas estou aberto a tudo”.

O internacional português, no clube alemão desde 2006, é actualmente o melhor marcador da equipa com nove golos na Bundesliga, entre os quais um “hat-trick” diante do St. Pauli (3-0), na 14.ª ronda.

O Werder Bremen, eliminado da Liga dos Campeões e da Taça da Alemanha, ocupa o 14.º lugar do campeonato e pretende reduzir consideravelmente os seus gastos.

Além das exigências salariais do jogador e a intransigência em aprender alemão, Allofs denunciou alguma “irritação” pelo castigo de três jogos, decorrente da expulsão no mesmo jogo em que marcou os três golos da sua equipa.

O contrato de Hugo Almeida expira no final da época 2010/11 e, aparentemente, Allofs pretende concretizar a transferência durante a pausa invernal da Liga alemã.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.