O diretor-geral do Bayern Munique, Karl-Heinz Rummenigge, abordou a provável crise financeira que os clubes desportivos vão viver devido à pandemia COVID-19 e, sobre o mercado de transferências, não tem dúvidas de que este vai ser complicado para todos, mas sobretudo para os clubes de segunda linha, que necessitam que os grandes invistam nos seus jogadores.

"Vai ser difícil um período. Haverá muito mais oferta do que procura. E isso não será bom para o mercado, porque os clubes medianos. Eles necessitam que os 'grandes' invistam nos seus jogadores, mas não esstou a imaginar esses clubes 'grandes' a fazer muitos gastos", afirmou.

A antiga lenda do futebol alemão, contudo, frisa que cabe aos grandes clubes dar o exemplo à sociedade num momento como este.

"Certos países estão a sofrer mais que a Alemanha, mas não há dúvida de que nós, alemães, também estamos perante uma grave crise sanitária e economóncia. Penso que o mundo do futebol pode dar um bom exemplo. As grandes instituições, como o Real Madrid, o Barcelona, a Juventus ou o Bayern, devem ser referências", salientou Rummenigge.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.