A eleição do novo presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) foi marcada para o dia 28 de outubro, decidiram as associações regionais.

A decisão saiu de uma reunião entre as associações regionais de futebol do país, no domingo, na cidade da Praia, noticia hoje a imprensa cabo-verdiana.

A FCF vai realizar eleições antecipadas, após a destituição, em agosto, da direção liderada por Vítor Osório, devido a uma polémica em torno do campeonato nacional.

A imprensa cabo-verdiana chegou a avançar que as eleições tinham sido marcadas para 30 de setembro, mas o presidente da atual comissão de gestão da FCF, Mário Avelino, esclareceu à agência Lusa que a data nunca foi marcada oficialmente.

O dirigente avançou que escrutínio só deveria acontecer depois do jogo de sábado com o Senegal, de apuramento para o Mundial, que Cabo Verde vira a perder por 2-0.

Além da marcação da data das eleições antecipadas, as associações regionais fizeram alterações no regulamento eleitoral durante a reunião de domingo.

Segundo o site desportivo Green Sports, serão realizadas eleições gerais e o próximo presidente federativo será eleito por um período de quatro anos, ao contrário dos atuais três.

Já há vários nomes que manifestaram disponibilidade em concorrer ao cargo de presidente da FCF, tais como Mário Avelino, José Mário Correia e Celestino Mascarenhas.

A imprensa cabo-verdiana admitiu também a possibilidade do regresso de Mário Semedo, bem como de Gerson Melo e Rui Évora.

Para ser concorrente ao órgão máximo do futebol cabo-verdiano é preciso ter a subscrição de pelo menos três das 11 associações regionais.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.