A equipa do Atlético da Ribeira Brava conquistou este sábado a Supertaça Augusto Almeida ao vencer, no Estádio Orlando Rodrigues, a Ultramarina do Tarrafal por 7-6 no desempate através de grandes penalidades, após empate (1-1) no tempo regulamentar.

A Ultramarina marcou primeiro, aos 16 minutos, por intermédio do avançado Adir, mas o Atlético respondeu aos 46 minutos, restabelecendo a igualdade, tento apontado por Mantini, de cabeça, na sequência de um livre.

Nas grandes penalidades, o guardião Nhá (Atlético) defendeu o derradeiro remate que resultou na vitória por 7-6 da sua equipa.

O treinador do Atlético, Eurico, considerou que o jogo foi "interessante" e que ambas as equipas estiveram "fortes", no entanto, sua equipa desperdiçou várias oportunidades de golo.

“Nos primeiros 15 minutos o Atlético entrou forte, mas devido a uma falha nossa a equipa da Ultramarina acabou por marcar. Depois a nossa equipa acabou por sofrer um bocado, tivemos a hipótese de marcar dois golos, mas conseguimos organizar a nossa defensiva e no final da primeira parte conseguimos empatar", explicou.

Já o treinador da equipa da Ultramarina, Alexandre, falou num "bom" jogo entre duas "grandes equipas", mas depois de restabelecida a igualdade "não foi possível fazer mais nada" e o Atlético teve "mais sorte".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.