A entrega das insígnias da FIFA ao árbitro portonovense Lenine Rocha, cujo ato realizou-se, este sábado, no Estádio Municipal do Porto Novo, é “um feito histórico” para o futebol na ilha de Santo Antão.

Quem o diz é o presidente do conselho regional da arbitragem em Santo Antão – Sul, Amândio Lopes, que explicou que se trata da concretização de um objetivo do futebol santantonense e do “resultado de um excelente trabalho” que se tem feito a nível de formação de árbitros, nesta região.

“Trata-se de um feito histórico para o futebol do Porto Novo e da ilha de Santo Antão. O primeiro árbitro desta ilha a receber as insígnias da FIFA, feito que nos deixa satisfeitos”, sublinhou Amândio Lopes, em declarações à imprensa.

O agora árbitro internacional, Lenine Rocha, 33 anos de idade, manifestou-se “feliz” com a sua nomeação pela FIFA como árbitro internacional, prometendo “continuar a trabalhar” para poder representar condignamente a ilha de Santo Antão e Cabo Verde, no plano internacional.

O ato de imposição das insígnias foi presidido pelo membro do Conselho Nacional Arbitragem e instrutor técnico da arbitragem, António Abade da Luz, que lembrou que “ter um árbitro internacional foi sempre um projeto do futebol santantonense” que, finalmente, agora se concretizou.

Lenine Rocha, que entrou para a arbitragem há cinco anos, ascendeu, em 2012, à categoria de árbitro nacional e, em dezembro último, foi nomeado pela FIFA como árbitro internacional, tendo recebido, este sábado, as insígnias da Federação Internacional de Futebol.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.