A FIFA anunciou hoje que não vai intervir após rever os confrontos entre os jogadores e treinadores da Nova Zelândia e do México no jogo da Taça das Confederações de futebol, na quarta-feira.

“Verificou-se que não há motivos para que qualquer ação disciplinar seja tomada”, afirmou a organização.

No jogo, que decorreu em Sochi, que o México venceu por 2-1 a seleção da Nova Zelândia, Boxall, Herrera e Reys viram cartão amarelo após a solicitação do árbitro Bakary Gassama para rever as imagens.

As repetições das imagens mostraram que pelo menos um jogador ficou impune, depois de entrar contra o oponente e o atingir na cabeça.

Na primeira parte da partida, também Juan Carlos Osorio, treinador da seleção mexicana, foi visto a dirigir uma obscenidade verbal à equipa de treinadores da Nova Zelândia. O técnico desculpou-se mais tarde pela sua ação.

O México e a Nova Zelândia fazem parte do Grupo A, no qual também está inserido Portugal que, no sábado, enfrenta a seleção neozelandesa, pelas 18:00 locais (16:00 em Lisboa).

Recorde o momento em causa:


Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.