Em conferência de imprensa, o presidente do clube axadrezado, Álvaro Braga Júnior, disse estar confiante que, com esta tomada de decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Lisboa, o Boavista estará de regresso à I Liga já na próxima temporada.

«Acredito na justiça em Portugal e espero ver o Boavista na I Liga na próxima época. Mas vamos esperar pela decisão da Federação Portuguesa de Futebol Profissional. Não pode ser outro o caminho», referiu, visivelmente emocionado, o dirigente do clube axadrezado.

Álvaro Braga Júnior anunciou ainda que vai pedir uma indemnização face aos prejuízos causados ao clube do Bessa nos últimos quatro anos. O dirigente garante que o clube da cidade do Porto foi prejudicado em termos «desportivos» e «financeiros».

«A indemnização pedida tem por base várias perdas que tivemos, como contratos televisivos, camarotes, publicidade nas camisolas. Estes são apenas os mais óbvios», disse.

O Boavista aguardará agora a decisão da Federação que poderá pedir o recurso da decisão do Tribunal, tornado o processo mais moroso.

«Usando a linguagem do ténis, agora é a FPF a servir. Isto pode voltar ao início, mas é melhor começar a ganhar do que a perder», afirmou Álvaro Braga Júnior, temendo que caso o processo se arraste por mais tempo possa «prejudicar» ainda mais o Boavista.

A sala de conferências no Estádio do Bessa apresentou-se cheia de adeptos axadrezados que no final fizeram a festa nas imediações com fogo de artíficio.

Recorde-se que a despromoção do Boavista, por corrupção, foi decidida a 04 de julho de 2008 na segunda parte de uma longa e polémica reunião do CJ, na qual já não estavam presentes o presidente e o vice-presidente.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto