O emblemático Sport Clube Estrela (SCE), de Portalegre, extinguiu o futebol sénior por questões financeiras, revelou hoje à Agência Lusa João Martinho, o presidente do clube alentejano, onde José Mourinho jogou nos iniciados na década de 70.

“O futebol sénior acabou, com muita tristeza minha, mas foi a única situação que encontrámos para fazer face à despesa que temos e para poder salvar o nosso património”, disse o dirigente desportivo.

A decisão foi tomada pelos sócios no decorrer de uma Assembleia-Geral do SCE, realizada na quarta-feira à noite, na sede do clube.

De acordo com o presidente do clube, a decisão traduz-se num “momento triste para o clube e para a cidade de Portalegre”.

O emblemático clube alentejano foi treinado na década de 70 por Félix Mourinho, pai do actual técnico do Real Madrid, José Mourinho, que na mesma altura jogou nos iniciados.

Fundado a 23 de Setembro de 1919, o Sport Clube Estrela alcançou ao longo da sua vida vários triunfos e, na época de 1976/77, uma das mais brilhantes do clube, o Estrela de Portalegre esteve a um empate de ascender à então 1.ª Divisão Nacional.

A equipa de futebol sénior já tinha disputado esta época sete jogos no campeonato distrital da Associação de Futebol de Portalegre, somando seis vitórias e uma derrota, por uma bola a zero perante a formação de “O Elvas”.

A equipa de Portalegre ocupava o terceiro lugar da série “B”, com 18 pontos, menos três que o Campomaiorense e “O Elvas”.

No momento em que o futebol sénior chega ao seu epílogo, João Martinho lamentou a atitude dos associados perante o problema financeiro que o clube atravessa. “Os sócios também não vão ao futebol, não querem saber do futebol para nada, por isso isto teve que ser assim”, lamentou.

As críticas do dirigente desportivo não ficaram por aqui. João Martinho lamentou ainda a falta de investimento no desporto por parte das entidades públicas da cidade de Portalegre. “As entidades se investissem um pouco mais no desporto em Portalegre, talvez as coisas não fosse bem assim”, alegou.

Com um passivo de mais de 260 mil euros, João Martinho espera dar a volta à situação “lançando alguns projectos”.

O presidente do Estrela da Portalegre garantiu ainda que o grande desafio do clube passa, actualmente, por uma “grande aposta” nas camadas jovens.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.