João Pinto, treinador do Sporting da Covilhã, vai observar os dois jogadores que têm treinado com o plantel, Paulo Vaz e Filipe, durante mais alguns dias, para decidir se interessam aos serranos.

Sobre Paulo Vaz, médio ofensivo que na época transacta se lesionou com gravidade, ao serviço do Sporting da Covilhã, João Pinto mostrou-se satisfeito por estar a responder nos treinos, sem se ressentir no problema no joelho que há mais de um ano o afasta dos relvados.

“Estou contente com o Paulo Vaz, e penso que ele também deve estar, por não sentir queixas da lesão, como temíamos”, sublinhou o treinador. Caso João Pinto entenda que o médio poderá ser uma mais-valia, será reforço dos serranos.

O guardião Filipe, brasileiro de 21 anos, que já passou pelo futebol alemão, polaco e espanhol, também continua à experiência.

“Os que vierem terão de ser melhores que os que cá estão”, realça João Pinto.

Hoje os serranos tiveram um treino atípico, ao defrontarem, no final do habitual apronto, uma equipa formada por jovens da delegação covilhanense da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental.

“É uma maneira saudável de assinalarmos mais um Dia Internacional da Pessoa com Deficiência e uma forma de lhes aumentar a auto-estima, uma área que trabalhamos”, refere António Marques, presidente da instituição.

João Pinto, treinador dos “leões da serra”, após o convívio onde foi manifesta a interacção entre os jovens e os jogadores, mostrou-se satisfeito por participar numa iniciativa com “pessoas que muitas vezes são postas de parte”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.