Os futebolistas do Vilafranquense receberam hoje a garantia da administração da SAD de que serão pagos dois meses de salários em atraso, colocando de parte um eventual pré-aviso de greve e falta de comparência aos futuros jogos.

Os jogadores do Vilafranquense já se tinham reunido hoje com o Sindicato dos Jogadores e acabaram por receber a garantia da administração da SAD de que serão pagos dois meses de salários em atraso, pelo que deixaram de parte o eventual pré-aviso de greve e a falta de comparência aos jogos que faltam até ao fim do Campeonato de Portugal.

Em reunião para conhecer os desenvolvimentos das conversações com a administração, que se fez representar por Rodolfo Frutuoso, a Vilafranquense SAD assegurou o pagamento dos dois meses de salários em atraso através de transferência bancária realizada de imediato, pelo que os jogadores deverão ter disponíveis os montantes em dívida até à próxima segunda-feira.

No dia 16 de abril, o Sindicato dos Jogadores acionou junto dos futebolistas o Fundo de Garantia Salarial, para fazer face aos encargos mais urgentes.

No final da reunião, Joaquim Evangelista, presidente do Sindicato, transmitiu publicamente a posição do grupo: “Hoje, foram dadas garantias ao Sindicato e ao grupo de trabalho de que será realizado o pagamento de dois meses aos jogadores. Disponibilizámo-nos para apoiar alguma situação mais urgente, até que o montante em dívida chegue à conta bancária dos jogadores. Destaco o profissionalismo e o empenho do grupo para continuar a lutar pela subida de divisão e dignificar o Vilafranquense."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.